Módulo Sensor De Luz E Luminosidade Ldr Para Arduino Pic

> SKU: A050
Calcular Frete
Forma de Envio Custo Estimado

R$4,50

66 em estoque

Em até 6x de R$0,75 sem juros

Descrição

O Sensor De Luz Ldr utiliza um fotoresistor (LDR), que retorna a quantidade de luz ambiente sob a forma de um valor de resistência, o qual é então usado para alterar Vcc (5V), onde essa alteração medida na resistência é convertida através de um pino de entrada analógica para a tensão correspondente.

 

Módulo Sensor de Luz Ldr e Luminosidade

 

Conexões:

O módulo pode ser conectado ao Arduino ligando-se o pino positivo no 5V, o pino negativo no GND e o pino S em um pino analógico por exemplo, dessa forma será possível realizar a leitura do sinal analógico desse pino S.

Assim, quando o LDR registrar uma alteração de resitência, será possível medir o nível de entrada no pino S.

 

Especificações:

  • Comparador: LM393
  • Tensão de Operação: 3.3-5V DC
  • Sensibilidade: ajustável via potenciômetro
  • Saída: Digital
  • Instalação: Fácil
  • Led indicador para saída digital

Pinagem:

  • GND: Terra
  • VCC: Tensão de Entrada 3.3-5V
  • D0: Saída Digital
 

Acompanha:

1 x Sensor de Luminosidade

O que é Arduino?

Arduino, é uma plataforma de prototipagem eletrônica de hardware livre e de placa única, projetada com um microcontrolador Atmel AVR com suporte de entrada/saída embutido, uma linguagem de programação padrão, a qual tem origem em Wiring, e é essencialmente C/C++. O objetivo do projeto é criar ferramentas que são acessíveis, com baixo custo, flexíveis e fáceis de se usar por artistas e amadores. Principalmente para aqueles que não teriam alcance aos controladores mais sofisticados e de ferramentas mais complicadas.

Pode ser usado para o desenvolvimento de objetos interativos independentes, ou ainda para ser conectado a um computador hospedeiro. Uma típica placa Arduino é composta por um controlador, algumas linhas de E/S digital e analógica, além de uma interface serial ou USB, para interligar-se ao hospedeiro, que é usado para programá-la e interagi-la em tempo real. Ela em si não possui qualquer recurso de rede, porém é comum combinar um ou mais Arduinos deste modo, usando extensões apropriadas chamadas de shields. A interface do hospedeiro é simples, podendo ser escrita em várias linguagens. A mais popular é a Processing, mas outras que podem comunicar-se com a conexão serial são: Max/MSP, Pure Data, SuperCollider, ActionScript e Java. Em 2010 foi realizado um documentário sobre a plataforma chamado Arduino: The Documentary.