Sensor Mq-3 Gás / Álcool, Etanol Arduino Raspberry Galileo

> > SKU: A179
Calcular Frete
Forma de Envio Custo Estimado

R$14,00

5 em estoque

Em até 6x de R$2,33 sem juros

Descrição

Sensor Gás Mq-3 é um dispositivo de segurança utilizado principalmente no desenvolvimento de projetos eletrônicos para realizar testes de alcoolimina (presença de álcool) no hálito do usuário, isso desde que trabalhe em conjunto com plataformas de prototipagem, como, por exemplo, Arduino ou Raspberry PI.

 

Sensor Gás Mq-3

 

Módulo Sensor de Gás MQ-3 Detector de Álcool Etanol Arduino

Sensor de Gás MQ-3 é um módulo capaz de detectar vapores de álcool e etanol, um sensor muito usado em projetos de bafômetro e de fácil conexão com microcontroladores como Arduino e Raspberry Pi.

Quando a concentração de álcool fica acima do nível ajustado pelo potenciômetro, a saída digital D0UT fica em estado alto, se abaixo do nível, fica em estado baixo. Ótima opção para acionar um microcontrolador ou relés.

Para uma resolução melhor basta usar a saída analógica AOUT e conectar a um conversor AD, como a presente no Arduino e Raspberry Pi por exemplo. NOTA: Este sensor MQ-3 necessita de aquecimento, logo é normal um aquecimento e emissão de um cheiro inicial.

 

Características

  • Modelo: MQ-3 (datasheet);
  • Chip: LM393;
  • Detecção de gases como Álcool e Etanol;
  • Led que ascende com a detecção de gás;
  • Zona de Detecção: 10 to 1000ppmm;
  • Tempo de resposta: ? 10s (resposta de 70%);
  • Tempo de recuperação: ? 30 (resposta de 70%);
  • Resistência de aquecimento: 31 ? ± 3 ?;
  • Aquecimento padrão: ? 180mA;
  • Tensão de operação: 3V – 5V;
  • Tensão de aquecimento: 5v ± 0.2V;
  • Potência de aquecimento: ? 900MW;
  • Concentração de detecção: 10-10.000ppm;
  • Sensibilidade ajustável via potenciômetro;
  • Saída Analógica: 0 ~5V;
  • Saída Digital;
  • Dimensões: 32 x 20 x 15mm.
  • VCC: 5V;
  • GND: GND;
  • DOUT: Saída Digital;
  • AOUT: Saída Analógica.

 

Acompanha

  • 1 x Sensor Gás Mq-3/ Álcool, Etanol

 

O que é Arduino?

Arduino, é uma plataforma de prototipagem eletrônica de hardware livre e de placa única, projetada com um microcontrolador Atmel AVR com suporte de entrada/saída embutido, uma linguagem de programação padrão, a qual tem origem em Wiring, e é essencialmente C/C++. O objetivo do projeto é criar ferramentas que são acessíveis, com baixo custo, flexíveis e fáceis de se usar por artistas e amadores. Principalmente para aqueles que não teriam alcance aos controladores mais sofisticados e de ferramentas mais complicadas.

Pode ser usado para o desenvolvimento de objetos interativos independentes, ou ainda para ser conectado a um computador hospedeiro. Uma típica placa Arduino é composta por um controlador, algumas linhas de E/S digital e analógica, além de uma interface serial ou USB, para interligar-se ao hospedeiro, que é usado para programá-la e interagi-la em tempo real. Ela em si não possui qualquer recurso de rede, porém é comum combinar um ou mais Arduinos deste modo, usando extensões apropriadas chamadas de shields. A interface do hospedeiro é simples, podendo ser escrita em várias linguagens. A mais popular é a Processing, mas outras que podem comunicar-se com a conexão serial são: Max/MSP, Pure Data, SuperCollider, ActionScript e Java. Em 2010 foi realizado um documentário sobre a plataforma chamado Arduino: The Documentary.